The current Bet365 opening offer for new customers is market-leading bet365 mobile app You can get a free bet right now when you open an account.

3ª Edição da Bolsa de Investigação em Mieloma Múltiplo

3ª Edição da Bolsa de Investigação em Mieloma Múltiplo

A Associação Portuguesa Contra a Leucemia (APCL) e a Sociedade Portuguesa de Hematologia, com o apoio da Amgen Biofarmacêutica, abrem as candidaturas para a 3ª Edição da Bolsa de Investigação em Mieloma Múltiplo. Uma bolsa, no valor de 10 000 euros, que procura impulsionar a investigação científica e/ou epidemiológica para uma doença hemato-oncológica rara cuja taxa de mortalidade é de aproximadamente 600 portugueses por ano.

Em Portugal, um quarto dos doentes com mieloma múltiplo em recaída morre um ano após o diagnóstico, por isso, esta doença continua a requer tratamentos mais efetivos e/ou mais seguros, que permitam aos doentes atrasar a progressão da doença e aumentar o tempo de sobrevivência geral e a qualidade de vida.

A Bolsa de Investigação em Mieloma Múltiplo, dirigida a investigadores nacionais ou estrangeiros a desenvolver projetos em instituições portuguesas, foi criada com o intuito de aumentar o conhecimento sobre esta doença, o diagnóstico, o tratamento, a monitorização dos doentes, a qualidade de vida e/ou o custo e carga da doença em Portugal.

Segundo Manuel Abecassis, Presidente da APCL, “esta bolsa representa um estímulo para os investigadores que trabalham na área do mieloma em instituições nacionais contribuindo assim para a melhoria da sobrevivência e da qualidade de vida dos doentes com mieloma.”

Aida Botelho de Sousa, Presidente da SPH, refere também que “a SPH junta-se a esta iniciativa com o intuito de continuar para melhorar o prognóstico desta doença, ainda incurável na larga maioria dos doentes, mas na qual os avanços têm permitido um maior número de anos vividos sem tratamento e uma grande diminuição dos sintomas associados à doença”.

Tiago Amieiro, Diretor-Geral da Amgen afirma que “a Amgen esta empenhada a continuar a investir na investigação do Mieloma Múltiplo em Portugal e assim contribuir para continua melhoria da vida dos doentes”.

Os projetos submetidos irão ser avaliados por um júri idóneo, composto por peritos de reconhecido mérito em investigação científica e experiência profissional e/ou académica em hemato-oncologia em Portugal e/ou internacional, em particular no Mieloma Múltiplo, nomeado pela APCL e SPH.

Sobre a Associação Portuguesa Contra a Leucemia:

A Associação Portuguesa Contra a Leucemia (APCL) que conta com 15 anos de atividade foi fundada  em resultado da iniciativa de um conjunto de doentes que sobreviveram a patologias do foro Hemato-Oncológico (Leucemias e Linfomas) e de um grupo de médicos do Instituto Português de Oncologia Francisco Gentil (IPOFG) de Lisboa que os trataram.

A principal motivação dos Fundadores da APCL radicou na sua compreensão da importância de consciencializar e mobilizar a sociedade civil no apoio a todos os que diariamente lutam contra a devastadora doença que é a Leucemia.

A APCL tem como missão contribuir, para a eficácia do tratamento das Leucemias e outras neoplasias hematológicas afins, apoiando as famílias e doentes mais necessitados, a nível nacional, mas também promover a prevenção, tratamento e investigação clínica.

Site: www.apcl.pt; Facebook: http://www.facebook.com/AssociacaoPortuguesaContraLeucemia

 

Sobre a Sociedade Portuguesa de Hematologia:

A  SOCIEDADE PORTUGUESA DE HEMATOLOGIA é uma associação sem fins lucrativos, constituída por médicos e outros profissionais ligados à saúde empenhados na prática e (ou) investigação no campo da Hematologia.
Tem como objetivo promover e contribuir para o desenvolvimento da hematologia, nas suas diversas expressões: clínica; laboratório; transfusão; imunohematologia; ciências afins; e nos seus diferentes aspetos: social (profilático e assistencial); técnico-científico; pedagógico; investigação; profissional.

Sobre a Amgen:

A Amgen, líder mundial em biotecnologia, há 30 anos que explora o poder da inovação científica para melhorar de forma decisiva a vida dos doentes.

A Amgen está na vanguarda do desenvolvimento de produtos originais baseados em tecnologia de ADN recombinante e biologia molecular, tendo lançado os primeiros medicamentos revolucionários da biotecnologia.

Em Portugal, a Amgen iniciou as suas atividades em 1993, com o objetivo e a legítima aspiração de vir a conquistar o primeiro lugar no setor farmacêutico nacional, entre as companhias dedicadas à comercialização de medicamentos obtidos por biotecnologia.

Sistema de comentários desenvolvido por CComment